Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

𝑨𝒔 𝑨𝒗𝒆𝒏𝒕𝒖𝒓𝒂𝒔 𝑫'𝑬𝒍𝒍𝒂

by Daniela França

𝑨𝒔 𝑨𝒗𝒆𝒏𝒕𝒖𝒓𝒂𝒔 𝑫'𝑬𝒍𝒍𝒂

by Daniela França

Sintra | Palácio de Monserrate

15.11.21 | Daniela França

Numa visita a Lisboa, torna-se indispensável um passeio por Sintra. Esta pequena vila romântica é digna de um conto de fadas. São vários os palácios e parques que merecem uma visita.

Neste post, vamos num passeio até ao Palácio de Monserrate. Há algum tempo que o queria visitar, e como residente no concelho, parece incrível como nunca o tenha feito antes. 

Como chegar?

Apesar de a vila de Sintra se percorrer bem a pé, a verdade é que o Palácio e Parque de Monserrate fica a cerca de 4 km a pé do centro. Deste modo, aconselho a deslocares-te de carro, uma vez que em frente à entrada para o palácio tens um parque de estacionamento e um de merendas, caso queiras fazer um piquenique. 

Coordenadas: 38°47'30.6"N 9°25'09.1"W 

Horários e Preços:

- Bilheteira: Adultos (18 aos 64 anos) 8,00€ | Jovem (6 aos 17 anos) 6,50€ | Sénior (+65 anos) 6,50€) | Familiar (2 Adultos + 2 Jovens) 26,00€ ; Caso compres os bilhetes online, usufruis de 5% de desconto.

Nota: Os residentes no concelho de Sintra têm entrada gratuita aos Domingos. 

- Horário: Aberto das 9h00 às 19h00 (o palácio fecha às 18h30 e a ultima entrada no jardim é às 18h00).

É um lugar lindíssimo que nos transporta para uma outra época. Para além da Quinta da Regaleira, o Palácio de Monserrate subiu para o meu top 3 de lugares preferidos em Sintra.

No dia em que o visitamos era quase hora do fecho, o que nos permitiu apenas ver o interior do palácio…. Decididamente iremos voltar para ver tudo com mais calma.

A História do Palácio de Monserrate

O Palácio e o Parque de Monserrate é uma verdadeira obra do Romantismo. A história de Monserrate remonta a 1540, quando a capela foi reconstruída em homenagem à Nossa Senhora de Monserrate.

No ano de 1718, a família Mello e Castro compra a propriedade e muda-a para o nome de Monserrate. Contudo, cerca de 70 anos depois, a quinta de Monserrate é alugada por Gerard DeVisme, um comerciante inglês. Só em 1858, depois de a propriedade ter passado por diversas mãos, é que Francis Cook, na altura Visconde de Monserrate, compra a quinta e manda construir o Palácio de Monsserrate, a fim de servir como residência para a família.

Quase um século depois, o palácio é vendido e o governo português adquire-o em 1949. Este fora classificado como Património de Interesse Imóvel Público, e veio, ainda, a integrar a Paisagem Cultural de Sintra, classificada como Património Mundial da Humanidade, em 1995, pela UNESCO. Nos dias de hoje, está aberto ao público, sendo uma das atrações mais bonitas em Sintra.

O palácio, em si não é muito grande, pelo que se visita, facilmente, em uma hora. No entanto, pelo que me disseram os jardins são grandes, pelo que bem à vontade uma hora demoras a visitá-los. Por isso, digo que duas horas são suficientes para visitar o palácio e os jardins.

À entrada do palácio, pela fachada principal, deparamo-nos com um átrio com uma arquitetura gótica. A partir daí, podemos percorrer os corredores que vão dar às diversas salas e piso superior do palácio. 

Por um desses dois corredores, através do átrio, chegamos a uma das minhas salas preferidas de toda a visita - a biblioteca. Desde a madeira, aos livros, às pinturas nas paredes, cada detalhe é mais bonito do que o outro. 

20211010173948_IMG_4064.jpg

Além da biblioteca, tive, ainda, oportunidade de visitar a sala de música, a cozinha e o piso superior, onde se encontram os aposentos privados de Francis Cook e da família. 

Numa próxima visita quero visitar os jardins do palácio e trago-vos, posteriormente, um novo post sobre isso. 

E tu já visitaste este lugar? 😍 Conta-me tudo nos comentários! 

Beijinhos,

 Ella

2 comentários

Comentar post